NOTÍCIAS DO MATO GROSSO DO SUL


07/01/2013 13h42 - Atualizado em 07/01/2013 13h42

Detetive de arte encontra obra de Matisse roubada há 25 anos na Suécia

ESTOCOLMO, 7 Jan (Reuters) - Um detetive de arte britânico recuperou uma pintura do artista francês Henri Matisse roubada há 25 anos de um museu de Estocolmo.

A obra "Le Jardin", avaliada em cerca de 6 milhões de coroas suecas (916.200 dólares), foi recuperada por Christopher Marinello, um especialista em recuperação de arte do Art Loss Register, em Londres.

"É fantástico que a pintura tenha aparecido de novo", disse Kristin Ek, porta-voz do Moderna Museet, em Estocolmo. "Ela foi roubada há tanto tempo que nós realmente tínhamos quase perdido a esperança".

A pintura foi roubada em maio de 1987 quando um ladrão invadiu o museu com uma marreta durante a noite.

O roubo foi relatado tanto para a Interpol quanto para a Art Loss Register (ALR), o maior banco de dados privados internacionais do mundo sobre artes roubadas, perdidas e saqueadas.



Detetive particular diz que cantora Whitney Houston foi assassinada

Um detetive particular garante que há indícios de que a cantora Whitney Houston foi assassinada e que o motivo foi um acerto de contas com traficantes por uma dívida milionária, informou o site PerezHilton.

O investigador Paul Huebl assegura que existe um grande número de provas que "apontam que Whitney foi vítima de poderosos narcotraficantes que enviaram matadores para cobrar uma grande dívida por entorpecentes".

"O corpo de Whitney mostra as clássicas contusões por defesa que poderiam ter ocorrido enquanto lutava por salvar sua vida", indicou Huebl, apesar de os relatórios oficiais após a morte da artista terem revelado que não houve resistência e que a causa da morte foi um afogamento acidental no qual influíram um problema cardíaco e o consumo de cocaína.

As conclusões do investigador se baseiam em pistas fornecidas por informantes do tráfico, uma análise do relatório do legista e vídeos do hotel de Beverly Hills no qual a cantora morreu.



Detetive cita sete pistas para identificar homens e mulheres que traem

Esqueça aqueles velhos clichês de novelas e filmes dos anos 80 em que a esposa desconfiada investiga os pertences do marido até achar uma malfadada mancha de batom no colarinho da camisa ou um comprovante de cartão de crédito com nome de motel. Hoje em dia, os batons têm melhor qualidade, os motéis se escondem sob a sutileza de uma razão social pouco sexy e os infiéis estão um pouco mais atentos para não deixar pistas tão evidentes da traição.

Mas mesmo assim, segundo a detetive particular Angela Bekeredjian, de São Paulo (SP), ainda é possível perceber sinais que indicam a infidelidade do outro. “Namorados, noivos ou cônjuges têm seus próprios costumes e particularidades que somente os dois podem entender. Quando um ou outro muda seu jeito de ser, é bom ficar alerta. A mudança pode ser sutil e, em muitos casos, não é para pior, mas para melhor”, conta.

Há quase 50 anos investigando homens e mulheres que traem, “Angela Detetive”, como é conhecida, cita uma mudança de comportamento que pode ser suspeita. “Um bom exemplo é o marido que passa a encher a esposa de presentinhos sem motivo especial”, afirma.

Foi o que aconteceu com a artista plástica curitibana Marina Vicente, de 35 anos. “Meu ex-marido, de repente, começou a me trazer bombons, flores, revistas importadas super caras e outros presentes sem motivo algum. Comecei a desconfiar, pois ele sempre foi pão-duro. Resolvi segui-lo e confirmei a suspeita: tinha outra na jogada”, revela.

A neuropsicóloga Gislaine Gil, do Hospital Alemão Oswaldo Cruz, em São Paulo (SP), diz que hoje em dia as mulheres traem tanto quanto os homens. “Isso acontece principalmente com as mais novas, pois a conquista do mercado de trabalho ampliou as oportunidades de trair. Para elas, há uma ‘vitrine’ tentadora de homens”, conta.





08/11/2012 12h46 - Atualizado em 08/11/2012 13h28

'É uma ousadia', diz secretário sobre uso do Facebook na prisão em MS

Sejusp investiga como dois detentos atualizavam perfis na rede social.
Diretor da Agepen afirma que 1,4 mil celulares já foram apreendidos em 2012.


O secretário de Justiça e Segurança Pública de Mato Grosso do Sul, Wantuir Jacini, classificou o uso do Facebook por detentos em Campo Grande como uma ousadia. O órgão investiga o caso de dois presos que mantinham perfis na rede social por meio de celulares, que foram isolados após a descoberta da irregularidade. Para o secretário, essa atitude não ficará impune.
“É uma ousadia. Vamos investigar e descobrir como esses celulares entraram no presídio. Esse caso será apurado e os responsáveis serão punidos, não resta dúvida quanto a isso”, diz Jacini.
Leia mais: http://g1.globo.com/mato-grosso-do-sul/noticia/2012/11/e-uma-ousadia-diz-secretario-sobre-uso-do-facebook-na-prisao-em-ms.html

08/11/2012 15h23 - Atualizado em 08/11/2012 15h23

Grupo que usava explosivos em caixas eletrônicos é preso em MS

Seis homens foram presos e um está no hospital após levar tiro na cabeça.
Investigações apontam que ações de roubos era comandandas de presídio.


A Polícia Civil deteve seis homens suspeitos de integrar um grupo criminoso que usava explosivos para arrombar caixas eletrônicos em diversos estabelecimentos comercias de Campo Grande. Os suspeitos foram apresentados à imprensa na manhã desta quinta-feira (8).
O grupo é suspeito de tentar explodir caixas eletrônicos em pelo menos dois mercados e uma padaria. Em um dos estabelecimentos, a ação foi registrada pelo circuito interno das câmeras de segurança, que mostram que o explosivo não detonou. “Com uma picareta, um deles arrombava o dispensador de cédulas do caixa para colocação do explosivo, enquanto outro dava cobertura do lado de fora do estabelecimento. Um deles ainda permanecia armado acompanhando a ação”, explicou o delegado Márcio Obara, responsável pelas investigações.
Leia mais: http://g1.globo.com/mato-grosso-do-sul/noticia/2012/11/grupo-que-usava-explosivos-em-caixas-eletronicos-e-preso-em-ms.html

08/11/2012 12h00 - Atualizado em 08/11/2012 12h15

Defesa vai contestar decisão e pedir retirada de índios de fazenda em MS

Decisão que suspende desocupação foi publicada na segunda-feira (5).
Advogado acredita que "solução será política e não jurídica".


 O advogado Armando Albuquerque, que defende o proprietário da fazenda ocupada pelos índios guarani-kaiowá em Iguatemi, a 466 km de Campo Grande, afirmou que vai entrar com um recurso contra a suspensão da liminar (decisão provisória) que determina a desocupação da área. A decisão, proferida pela desembargadora federal Cecília Mello, foi publicada Diário Eletrônico da Justiça Federal da 3ª Região na segunda-feira (5) e o advogado foi intimado nesta quinta-feira (8).

“Recorrer é um direito nosso e vamos fazer isso. Queremos resolver a situação de forma pacífica, de forma legal e sem conflitos”, disse Albuquerque ao G1.
Leia mais: http://g1.globo.com/mato-grosso-do-sul/noticia/2012/11/defesa-vai-contestar-decisao-e-pedir-retirada-de-indios-de-fazenda-em-ms.html



18/10/2012 09h46 - Atualizado em 18/10/2012 09h46

Mulher é encontrada morta com tiro na cabeça em Campo Grande

Mulher estava próximo a ciclovia do bairro Coophavilla 2, região sul.
Segundo a polícia, vítima teria idade de 25 a 35 anos e não foi identificada.


Uma mulher ainda não identificada foi encontrada morta com um tiro na cabeça, na manhã desta quinta-feira (18), na rua da Ilha, no bairro Coophavilla 2, região sul de Campo Grande. Segundo a Polícia Militar, a vítima aparenta ter idade entre 25 e 35 anos e estava próximo a ciclovia do bairro.

A polícia foi até o local depois que uma testemunha informou ter encontrado um corpo por volta das 8h. Nenhuma bolsa ou documento foi encontrado no local.




18/10/2012 09h36 - Atualizado em 18/10/2012 09h49

Um morre e outro fica ferido em briga pelo tráfico, diz polícia em MS

Crimes aconteceram na Vila Nhanhá, em intervalo de menos de 3 horas.
Rapaz ferido seria um dos chefes do tráfico na região, diz polícia.


Um rapaz de 19 anos morreu a tiros e outro de 21 anos ficou ferido na Vila Nhanhá, em Campo Grande, na noite de quarta-feira (17). Segundo a Polícia Militar, os dois casos estariam relacionados ao tráfico de drogas na região. A vítima de 21 anos foi atingida com seis disparos. Segundo os militares, ele seria um dos chefes da venda de entorpecentes na área.

De acordo com a PM, o rapaz de 19 anos foi morto a tiros, por volta das 19h45. Ele morreu no local. Segundo a perícia policial, foram encontradas oito perfurações de tiros no corpo da vítima.




18/10/2012 10h28 - Atualizado em 18/10/2012 10h28

Rapaz de 21 anos morre em acidente com moto em estrada rural de MS

Acidente aconteceu na madrugada de quinta-feira (18) em Bonito.
Vítima foi encaminhada para hospital mas não resistiu, diz polícia.



Um jovem de 21 anos morreu após perder o controle do moto que conduzia e bater no acostamento de estrada da via rural. O acidente aconteceu na madrugada desta quinta-feira (18), em Bonito, a 300 km de Campo Grande.



Nenhum comentário:

Postar um comentário